Construir Casas Geminadas para Vender Análise Financeira

Tempo de leitura: 3 min

Escrito por eliogualberto
em 8 de outubro de 2021

Construir casas geminadas para vender análise financeira de caso, feita no canal do Youtube Gerência de Obras.

Esta análise é parte do Curso CasaNova Construir para Vender Passo a Passo, criado pelo engenheiro Élio Gualberto, editor deste site e apresentador do canal do Youtube.

O curso é 100% online e você pode acessar informações sobre o curso clicando aqui.

Veja o vídeo:

O que são casas geminadas?

O dicionário online Dicio, define casas geminadas como: casas de paredes-meias, construídas duas a duas, geralmente com as mesmas divisões, mas invertidas.

E ainda, geminado é sinônimo de duplicado.

Na wikipédia podemos encontrar como definição o seguinte texto:

Casa geminada ou conjugada é a construção de duas ou mais casas ligadas umas às outras, que dividem proporcionalmente o lote de acordo com a quantidade de unidades.

É um tipo de residência simétrica que compartilha a estrutura, alvenaria e telhado, com o mesmo arranjo interno invertido uma à outra.

Geralmente, estas unidades formam um condomínio.

Esses imóveis conseguem ser bem mais baratos tanto na construção quanto na venda, já que são feitos em série, o que dá ao construtor um valor bem menor do que os outros tipos de imóveis.”

As casas geminadas são construções caracterizadas por dividirem paredes entre duas unidades, além do fato de serem iguais ou muito parecidas, daí, inclusive o nome que tem origem na termo gêmeos.

Este tipo de construção é muito comum no Brasil, principalmente após o programa de financiamento habitacional Minha Casa Minha Vida, criado em 2009, que destravou o mercado de construções e venda de casas.

Então construir casas geminadas para vender se tornou uma atividade muito comum.

Além de construtoras muitos investidores entraram no negócio, como empresas ou como pessoas físicas, e a alta demanda por terrenos em zonas urbanas tornou muito comum o uso de um único lote para construir duas ou mais casas.

Casas Geminadas precisam constituir condomínio?

Uma dúvida muito comum é se as casas geminadas precisam constituir um condomínio, já que não tem área comum, somente dividem uma parede.

A resposta é sim, as casa geminadas precisam constituir um condomínio.

Como são construídas sobre um mesmo terreno elas precisam de regulamentação quanto as proporções que cabem a cada unidade sobre esta área, além disto é necessário estabelecer como serão resolvidas as questões relativas a parede comum entre as unidades, ou outros elementos como muros e telhados.

A constituição do condomínio deve obedecer a lei 4.591/64.

Para fazer a averbação das casas nos cartórios de registros de imóveis é necessário constituir o condomínio.

Alguns estados aceitam que a convenção de condomínio seja substituída por documentos mais simples, que digam que questões que afetam o interesse comum serão resolvidas entre os moradores, outros locais exigem a documentação completa.

O curso CasaNova Construir para Vender Passo a Passo trata destas questões, para que o construtor ou investidor saiba de todos os itens que precisa considerar ao construir uma casa para vender.

Construir Casas Geminadas para Vender é um bom negócio?

Veja na análise do vídeo a composição dos custos para construção da casa, desde o terreno até a construção, com despesas pela legalização da compra do lote, pagamento de comissões a corretores, impostos e custos de cartórios.

Depois é mostrado o lucro apurado na venda, com preço de comercialização levantado no mercado para que a análise reflita a realidade do momento.

No final os números são apresentados e analisados para que você mesmo possa concluir se a atividade é interessante ou não.

Veja o primeiro vídeo que trata da análise de uma casa de alto padrão, seguindo o mesmo fluxo que desenvolvemos no vídeo deste arquivo.

Veja a série de vídeos que trata desta tema em uma playlist do youtube, clique aqui.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!