7 Dicas para economizar na construção | Obras comerciais e residenciais

Tempo de leitura: 9 min

Escrito por eliogualberto
em 24 de dezembro de 2020

7 Dicas para economizar na construção, seja a obra da sua casa, comércio ou instituição.

Construir uma casa, seja para morar ou investir, ou uma obra comercial, ou um prédio para instituições trás sempre desafios em comum.

E entre estes desafios estará sempre a questão de quanto custará a obra.

Vou te dar algumas dicas, com base na minha experiência de engenheiro e construtor, em quais pontos que deverá ter atenção para conseguir grandes economias durante sua obra.

São 7 dicas para economizar na construção.

Dica 1 – Escolha bem o seu terreno

O terreno pode fazer muita diferença no custo de uma construção. Se comprar um terreno muito acidentado e precisar de obras de terraplenagem, prepare para gastos significativos.

Para pequenas construções ou construções térreas em que não há expectativa de usar os desníveis como recurso de seu projeto, fuja de lotes acidentados.

Seja caindo pra frente, lado ou fundos, se o desnível é grande terá custos altos com muros de arrimo, aterro, cortes de terra e obras de drenagem.

É uma etapa bem anterior a própria construção, mas dentre as 7 dicas para economizar na construção não poderia faltar esta indicação.

Dica 2 – Defina seu projeto de arquitetura com cuidado e atenção

Esta etapa é fundamental se você quer realmente fazer uma construção econômica.

Muita gente acha que sabe o que quer e não quer perder tempo com o estudo da arquitetura de seu projeto.

Quando começa a construir percebe que não era bem aquilo que queria e começam mudanças no meio da construção.

Normalmente os custos mais altos em uma construção são devido a mudanças na arquitetura.

Quebras de parede e elementos estruturais, equipes de obra paradas, às vezes sendo paga no tempo ocioso, são apenas alguns dos custos devidos a estas mudanças.

Então contrate um arquiteto, dedique tempo, seu e de sua família, ou dos interessados e usuários da futura construção, para verificar todos os detalhes.

7 dicas para economizar na construção - projeto de arquitetura

Solicite que o profissional faça maquetes eletrônicas para que você possa visualizar sua obra pronta.

Os programas de construção virtual hoje estão muito avançados. Você pode passear na sua obra pronta, de forma virtual, e sentir se é realmente aquilo que deseja.

Este projeto terá que retratar a realidade da obra pronta e não simplesmente ser um desenho bonito no papel.

Tem que incluir os níveis existentes no terreno e como deverá ficar posteriormente, indicar de forma clara as soluções de acesso, interação com calçadas e ruas, além das questões de permeabilidade.

Não comece uma obra sem esta etapa completamente definida. É uma das dicas para economizar na sua obra que realmente pode fazer a diferença.

Dica 3 das 7 dicas para economizar na construção – Contrate os projetos de engenharia

Assim como o projeto de arquitetura, o projeto de engenharia deve ser feito de forma completa, antes de qualquer obra ser iniciada.

Os projetos de engenharia, também chamados de projetos complementares, são os de fundações, estruturas, instalações hidráulicas, elétricas e outras mais específicas.

Para elaboração deste projeto são necessários estudos complementares do terreno, como:

  • topografia do terreno. Levantamento dos níveis do lote, indicando aclives e declives, diferença em relação aos acessos e lotes vizinhos. Este levantamento já será necessário para elaboração do projeto de arquitetura;
  • sondagens: Estudo do subsolo do terreno, indicando as características das camadas que o compõem e nível de lençol freático. Este levantamento é crucial para o correto dimensionamento das fundações;
  • caracterização de materiais: Dependendo do porte e localização da obra pode ser necessário estudo de caracterização dos materiais a serem utilizados na obra, como areia, brita, cimento e ferro para definição da resistência de concretos e argamassas.

Os projetos complementares bem elaborados permitiram uma construção sem retrabalhos, e podem ser decisivos para um pós obra sem problemas.

Nesta etapa é importante definir um profissional que faça a compatibilização de todos os projetos para verificar possíveis interferências entre um e outro, indicando a necessidade de ajustes.

Existem profissionais especializados neste tipo de estudo, porém tanto o arquiteto já contratado como o engenheiro que fará os projetos complementares poderão fazer este trabalho.

Dica 4 – Defina um responsável pelo gerenciamento da obra

É necessário que haja um responsável pelo gerenciamento da obra, independente do responsável pela construção.

Várias das 7 dicas para economizar na construção só funcionarão se tiver bem definido quem será responsável pelo gerenciamento da construção.

Quando você contrata uma construtora, normalmente ela já faz as duas funções.

No caso de obras menores o comum é contratar profissionais que ficarão responsáveis diretamente pela construção. A obra em si.

Se você não tem tempo ou intenção, contrate um gerenciador. Preferencialmente um engenheiro ou arquiteto.

O responsável pelo gerenciamento terá que verificar se a obra está sendo feita conforme o projeto, providenciar materiais e serviços no tempo e quantidades necessárias, checar o cumprimento de normas legais, além de acompanhar o custo da obra.

O gerenciamento da construção é outro item vital para o sucesso de sua obra e, consequentemente, fundamental para a economia.

Não associe o gerenciamento da obra como custo que pode ser economizado. Ele é sim um investimento que pode trazer economia no resultado final.

Obras de grande porte contratam, além de construtoras, empresas especializadas somente no gerenciamento da construção, que ficam como representantes dos donos da obra perante as empresas contratadas.

Se você resolver fazer o gerenciamento por conta própria, posso te oferecer um conjunto de planilhas que desenvolvi para o controle de obras de construção que poderá te ajudar.

São planilhas de uso simples, mas que poderão ajudar bastante na gestão e controle da obra, principalmente se tiver que mostrar os custos para mais alguém. 

Dica 5 das 7 dicas para economizar na construção –  Organize o canteiro de obras

Faça um mapa de seu terreno. Nele marque a posição de sua obra e veja quais serão os espaços livres.

Nestes espaços defina áreas para colocação de areia, brita, madeiras e ferro. São materiais que ocupam muito espaço.

7 dicas para economizar na construção - canteiro de obras

Defina também a localização de sua betoneira, de forma que esteja próximo dos depósitos de areia e brita.

Ao lado dos depósitos de ferro terá que ter uma bancada para corte, dobra e montagem das armações.

Junto às madeiras precisará de espaço para os trabalhos de carpintaria. 

Você vai precisar de uma barracão de obras ou de um contêiner para guardar materiais que não podem ficar expostos, ferramentas e equipamentos.

Terá que dispor um espaço para construção de sanitários ou colocação de contêiner para isto.

Com este “projeto” de seu canteiro, terá condições de saber quanto de material poderá estocar e com isto programar melhor suas compras futuras.

A organização do canteiro inibe o desperdício de material, um dos vilões do aumento de custo das obras.

Quando há lotes vazios ao lado de sua obra pode negociar com o proprietário o uso do terreno como apoio durante a construção, é uma ótima alternativa.

Dica 6 das 7 dicas para economizar na construção:  Faça cotação dos materiais

Parece óbvio, mas se você não se planejar para fazer as cotações, a rotina da obra pode fazer com que faça muitas compras sem cotação.

É preciso antecedência porque quando existe equipe na obra aguardando material, a pressão será grande para que se compre em qualquer lugar.

Nesta etapa você poderá fazer muita economia.

Estabeleça um mínimo de três cotações para realizar a compra dos materiais.

Mas não se prenda em miudezas.

No dia a dia da obra muitos itens de pequeno valor podem travar o andamento dos serviços. Crie um “caixa” para a obra e defina um responsável para fazer estas pequenas compras.

Não abra conta em ferragistas e depósitos de materiais de construção. Isto pode lhe causar transtornos absurdos. 

Quando contratar os projetos de engenharia contrate junto o orçamento da obra, com lista de materiais. 

Assim poderá focar nos itens de maior custo, seja pela quantidade ou valor, e fazer mais cotações para eles do que fará para a maioria dos itens.

Se o custo é alto faça pelo menos 5 cotações. Veja prazo de entrega, condições de pagamento, compare qualidade.

Isto demanda tempo, então, novamente, precisa se planejar.

Vou deixar como um brinde uma planilha de modelo para cotações disponível para download. Utilize ela como referência para seu modelo de compras.

Dica 7 – Compre em grandes quantidades

Com o orçamento em mãos você saberá o que e quanto comprar. Com isto poderá negociar quantidades maiores de cada material.

Comprar em quantidade ao invés de fracionar os itens por etapas, isto irá trazer economia para sua obra.

Compre todo o aço de sua obra em um única compra e programe a entrega.

Feche a compra de areia e brita com um fornecedor após fazer sua cotação e depois programa entregas de caminhão fechado.

7 dicas para economizar na sua obra - caminhão de areia

É lógico que terá de observar as limitações do seu canteiro de obras. Por isso as entregas devem ser programadas. Para que mantenha tudo organizado.

É fundamental comprar no tempo certo. Primeiro para não gastar de forma antecipada  e segundo para evitar desperdício ou desvio de materiais.

Produtos de alto custo e acabamento deverão chegar na obra o mais próximo possível de sua aplicação, principalmente se não tiver condições de garantir a segurança.

Dica Bônus – Faça um memorial descritivo da obra

Como dica bônus às 7 dicas para economizar na construção indico a contratação de um memorial descritivo da sua construção, que deve ser feito junto com o orçamento da obra.

Este memorial é uma descrição detalhada de todos os serviços e materiais necessários a construção da obra.

Ele especifica acabamentos, resistência, marcas, fornecedor, processos construtivos, entre outras características necessárias a realização da obra.

Com isto poderá, ao longo da construção, visualizar se existe algum desvio nos custos de sua obra ou antecipar mudanças sem causar impacto no andamento dos serviços.

Além de ter clareza sobre o padrão de acabamento definido para a edificação.

Fique à vontade para fazer seu comentário e acrescentar novas dicas de economia.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta


*


*


Seja o primeiro a comentar!