Umidade nas Paredes e Pisos: 5 dicas para resolver durante a construção

Tempo de leitura: 7 min

Escrito por eliogualberto
em 7 de fevereiro de 2021

Umidade nas paredes e pisos, como resolver? Veja 5 dicas para resolver este problema durante a construção de sua obra.

A impermeabilização de uma casa é um sistema composto de várias etapas, que devem iniciar deste a base até a cobertura.

Assim sua casa vai estar realmente protegida dos efeitos adversos da umidade nas paredes e pisos.

Veja a seguir alguns cuidados baseados em um manual de impermeabilizações da Vedacit, que é uma empresa brasileira do Grupo Baumgart.

Os produtos são apenas uma referência, por serem bem conhecidos no mercado, mas você pode usar outras marcas similares.

O importante é que sejam produtos de reconhecida eficiência e, principalmente, sejam aplicados conforme instruções do fabricante.

Um dos maiores problemas nos sistemas de impermeabilização não são sua ausência e sim a má utilização e aplicação dos produtos, por falta de conhecimento sobre o uso correto.

Impermeabilizante hidrofugante: o que é?

Impermeabilizante hidrofugante é um produto destinado a repelir água através da redução do ângulo de molhagem dos poros de um determinado substrato, podendo ser adicionado às argamassas ou alvenarias ou aplicado sobre as mesmas.

É o princípio ativo da maioria dos impermeabilizantes do mercado, que se destinam a resolver os problemas de umidade nas paredes e pisos.

Os produtos são vendidos para serem utilizados como aditivo impermeabilizante para concretos e argamassas, agindo por hidrofugação do sistema capilar e permite a respiração dos materiais, mantendo os ambientes salubres.

Eles protegem as construções contra a passagem indesejável de umidade.

Estes aditivos não são simples pinturas, ele fica incorporado a argamassa protegendo para sempre seu patrimônio e a sua saúde.

Por isto devem ser utilizados conforme orientações do fabricante, para que funcionem corretamente.

Os produtos utilizados nas especificações sugeridas a seguir são o hidrofugante Vedacit e a tinta asfáltica Neutrol, vamos chamá-los de impermeabilizante e tinta asfáltica, respectivamente.

Umidade nas Paredes e Pisos: Impermeabilização do alicerce (baldrames) e pés de parede

Impermeabilizando os alicerces

Par resolver os problemas de umidade nas paredes e pisos você deverá dar atenção extrema aos alicerces.

As vigas baldrames ou bases de alvenaria devem ser revestidas com argamassa impermeabilizante ou solução equivalente.

Comece misturando uma lata de cimento, três latas de areia e um litro de Impermeabilizante, dissolvido na água que você vai misturar na massa.

Preste atenção para a proporção, é sempre assim: um litro de Impermeabilizante para cada lata de cimento.

Uma lata é o mesmo que meio saco de cimento.

Nunca jogue o Impermeabilizante diretamente na argamassa.

Para maior eficiência do produto ele deve sempre ser dissolvido na água de amassamento.

As vigas baldrames devem ser chapiscadas com argamassa que tenha em seu traço aditivo de alto desempenho, como Bianco. Este chapisco deverá secar por pelo menos 3 dias.

Faça o capeamento do alicerce com argamassa feito com o Impermeabilizante na espessura de um 1,5cm (um centímetro e meio), descendo 15 centímetros pelas laterais.

Esta argamassa de revestimento não deve ser “queimada” ou alisada com desempenadeira ou colher de pedreiro.

Aguarde a secagem do revestimento por 3 dias.

Este tipo de impermeabilizante pode ser utilizado em alvenarias de blocos, tijolos e concreto.

Após a secagem do capeamento, aplique duas mãos de Tinta Asfáltica para reforçar e proteger a impermeabilização.

Um erro muito comum nas pequenas obras é aplicar somente o Tinta Asfáltica, como uma pintura nas bases da construção. Isto não funciona.

As primeiras três fiadas de tijolos da parede deverão ser assentadas com argamassa aditivada com o Impermeabilizante. Isto é muito importante.

Feito durante a construção é um sistema de baixo custo, porém se não executado pode gerar altos custos no pós obra.

É preciso que a largura do alicerce já revestido seja maior que a espessura da parede (tijolos + revestimento), para que a umidade não tenha como subir pelo reboco.

Veja o esquema abaixo:

 

Umidade em paredes e pisos como resolver durante a construção

 

Revestimento interno e externo das paredes

O revestimento das paredes, tanto do lado de dentro como do lado de fora deve ser feito com argamassa feita com Impermeabilizante até a altura de um metro.

O traço a ser utilizado é um pouco diferente do capeamento dos alicerces e assentamento das primeiras fiadas.

Você deverá utilizar 1 lata de cimento, 4 latas de areia e 1 litro de impermeabilizante dissolvido na água.

O processo do revestimento necessita de 2 camadas, de aproximadamente 1,5 cm de espessura.

Uma camada poderá ser aplicada sobre a anterior, logo após esta já ter “puxado”.

Se o tempo entre as camadas exceder 6 horas, será necessário intercalar com um chapisco aditivado com adesivo de alto desempenho para argamassas e chapiscos, como o BIANCO.

Chapisco em parede

Tente evitar ao máximo as emendas e não as deixar coincidir nas várias camadas.

A segunda e última camada deverá ser desempenada com desempenadeira de madeira.

Nunca queimar e alisar com desempenadeira de aço ou colher de pedreiro.

Este primeiro sistema vai eliminar a patologia clássica das obras, que é a umidade nos pés de parede e rodapés.

 

Impermeabilização dos pisos em contato com o solo

Quando fazemos o contrapiso da forma convencional, utilizamos concretos que são naturalmente permeáveis.

Assim a umidade proveniente do solo sobe pelos poros do concreto afetando os revestimentos assentados.

Esta umidade deixa o ambiente mofado, causando doenças respiratórias, além de fazer os tacos soltarem ou manchar as cerâmicas e apodrecer os rodapés

Para evitar esta situação é preciso utilizar impermeabilizante nos pisos em contato com o solo.

O contrapiso deve ser feito de maneira convencional, acrescentando Impermeabilizante na proporção de 1/2 litro para cada lata de cimento (1 litro por saco de cimento).

Sobre o contrapiso aplique argamassa de revestimento na espessura mínima de 2cm, com traço de 1:4, utilizando 1 litro de Impermeabilizante para cada lata de cimento (2 litros para 1 saco de cimento).

Umidade nas Paredes e Pisos: Impermeabilização de paredes de encosta (aterros).

Para começar a parede deve ser limpa e então chapiscada com um adesivo de alto desempenho para argamassas e chapiscos, como o Bianco, Chapix ou Sika Chapisco.

O chapisco deverá secar, no mínimo por 3 dias para a aplicação do revestimento.

A argamassa de revestimento deve ser feita no traço de 1 lata de cimento para 3 latas de areia média peneirada.

Misture na água de amassamento 2 litros de Impermeabilizante para cada saco de cimento de 50 kg.

A argamassa de revestimento nunca deve ser “queimada” ou alisada com desempenadeira de aço ou colher de pedreiro.

Este revestimento deve ser feito dos dois lados da parede, lembrando que do lado interno a umidade pode “subir” pelo efeito da percolação.

Do lado externo da parede de encosta, aguardar a secagem da argamassa, no mínimo 3 dias, para a aplicação de uma emulsão asfáltica à base de água ou tinta asfáltica à base solvente.

Pronto, agora você pode chegar à terra à vontade.

Umidade em paredes e pisos - aterro

Impermeabilização de paredes externas.

As paredes de fachada podem levar a umidade para dentro dos ambientes, quando atingidas pelas águas das chuvas.

Isto pode deixar as paredes internas emboloradas, com mofo, danificar a pintura e tornar o ambiente impróprio.

Para eliminar este problema as argamassas utilizadas nos rebocos externos devem ser aditivadas com Impermeabilizante.

Utilize o traço de 1 lata de cimento, 2 latas de cal hidratada, 8 latas de areia média peneirada e 1 litro de impermeabilizante.

Misture o impermeabilizante na água de amassamento, nunca coloque diretamente na argamassa.

Todo o processo de execução do reboco é o convencional, chapisque sua parede e faça o reboco utilizando o traço acima, com o impermeabilizante.

Conclusão Umidade nas Paredes e Pisos: 5 dicas para Resolver

Você viu que as ações para necessárias para resolver os principais problemas de umidade em construções são relativamente simples.

As 5 dicas que listamos acima, praticamente não acrescentam novos processos a construção.

Porém para que elas sejam executadas corretamente é preciso ter determinação aos exigir que sejam atendidas, porque normalmente estas etapas da construção são feitas muito rapidamente, e as equipes de obra, geralmente empreitadas, querem concluí-las no menor tempo possível.

Estes cuidados podem evitar gastos expressivos no pós obra, com medidas de correção que muitas vezes serão apenas paliativas, além dos transtornos causados aos moradores e ocupantes das edificações.

Se quiser fazer um comentário, tirar uma dúvida ou acrescentar mais informações fique a vontade e contribua com nosso artigo.

Vou deixar logo abaixo o link de um vídeo do Youtube que apresenta estes serviços sendo executados, usando as soluções Vedacit:

Como usar o Vedacit: video

 

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta


*


*


Seja o primeiro a comentar!