Tudo sobre tintas para paredes e sua aplicação na construção

Tempo de leitura: 7 min

Escrito por eliogualberto
em 21 de julho de 2022

Nossa meta hoje é falar tudo sobre tintas para paredes e sua aplicação na construção civil, seja em casas, comércios, construções novas ou reformas.

Tudo sobre tintas para paredes

As tintas imobiliárias são muitas vezes associadas somente as questões estéticas das construções e se perde a preocupação com sua função de proteção de paredes, portas, janelas, muros e todos os locais em que ela é aplicada.

Principalmente nas paredes, onde os jogos de cores são mais usados, a quantidade de marcas muitas vezes não corresponde com um bom número de produtos de boa qualidade.

Existem diversos tipos de tintas, adequados a superfícies especificas.

Assim, por exemplo, temos tintas para paredes internas, para paredes externas, para madeiras, para metais, tintas laváveis, tintas com brilho ou foscas, sem cheiro, com efeitos diversos e outras opções.

Mas para que você saiba tudo sobre tintas para paredes e sua aplicação na construção não precisa dominar todos os produtos que existem, mas precisa saber identificar o tipo de produto que irá atender sua necessidade.

Quanto aos tipos de tintas por aplicação, podemos classificar as tintas como:

Uso interno;

Uso externo.

Cada um destes grupos possui diversos produtos que podem até ser subdivididos em subcategorias.

Outra característica importante é que uma tinta pode ser aplicada em mais de uma categoria.

Tudo sobre tintas para paredes: Tintas para uso interno

Paredes e forros internos, seja com reboco ou gesso recebem tintas látex PVA ou látex acrílicos.

A tinta látex PVA tem como principal componente de sua composição o Acetato de Polivinila, que dá origem ao nome PVA, além de resinas termoplásticas.

Esta tinta é solúvel em água, o que facilita muito sua utilização.

As tintas PVA são as mais populares do mercado, possuem acabamento fosco e por sua composição não têm boa resistência a umidade.

Por isto mesmo as tintas látex PVA são indicadas para a pintura de interiores, principalmente em locais que terão limpeza leve, sem uso de água.

Outro fator que populariza seu uso é o preço, normalmente são as mais baratas do mercado.

A tinta látex acrílica é constituída de resinas acrílicas e também é solúvel em água, assim como a PVA.

As resinas acrílicas dão a esta tinta uma resistência bem maior a tinta, o que lhe dá a possibilidade de ser usada em ambientes externos.

As tintas acrílicas podem ter acabamento fosco, acetinado ou semibrilho.

Também podem ser laváveis e conter outras propriedades especiais, dependendo da marca.

A fabricante de tintas Suvinil, por exemplo, tem linhas de tintas acrílicas para uso interno e externo fosca com propriedades para garantir a fácil limpeza e outra com acabamento acetinado que garante proteção contra bactérias por até 2 anos.

Normalmente estes produtos têm custos mais altos, porém a durabilidade destas pinturas são diferenciadas em relação as de custo baixo ou médio.

Uma outra solução bem interessante para pintura de paredes internas foi dada pela fabricante Coral.

A fábrica tem um verniz incolor fosco que repele o mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya.

Este verniz pode ser aplicado sobre qualquer tipo de pintura, que estejam em bom estado, sem alterar sua cor.

Para quem escolheu tintas látex PVA pode ser uma opção interessante para dar maior durabilidade as suas cores, acrescentando esta proteção extra contra um mal tão comum no Brasil.

O verniz é um produto semelhante a tinta, normalmente usados com a finalidade de dar proteção ao objeto em que é aplicado.

A maioria requer preparo, com diluição, e a grande vantagem deste produto da Coral é que já vem pronto para o uso.

Tudo sobre tintas para paredes: Tintas para uso externo

Para uso externo em paredes as tintas recomendadas são as acrílicas.

Por sua formulação elas têm resistência a água das chuvas e aos efeitos dos raios solares.

Dependendo do fabricante as tintas acrílicas podem conter aditivos para resistir melhor efeitos de microfissuras das paredes, aumentando a impermeabilidade do produto, passam a ter efeito emborrachado.

Outras possibilidades são o uso de resinas que garantem maior poder de cobertura, capacidade de ser lavável e rendimentos maiores que as tradicionais.

Existem as opções mais resistentes como as texturas, sejam aplicadas com rolos ou como revestimentos. Mas falaremos delas em outro momento.

Uma realidade comum a produtos que são muito vendidos é a quantidade de opções e a variação de preços, que normalmente está associado a qualidade do produto.

Nas tintas não é diferente.

As marcas tradicionais possuem preços bem mais altos do que os fabricantes pouco conhecidos e em muitos casos o desempenho dos produtos são muito diferentes.

O poder de cobertura das tintas, que eleva o consumo do produto para dar a cor pretendida, e sobretudo a durabilidade da pintura são os aspectos mais relevantes.

A pesar de não haver muitos comparativos com base em normas, as tintas possuem normas técnicas que disciplinam seu desempenho.

Estes assuntos se tornam mais importantes ainda quando falamos de tintas para uso externo, onde a severidade do ambiente fará com que o produto tenha, necessariamente, bom desempenho.

Se você quer saber tudo sobre tintas para paredes, este dado é importante.

Algumas das normas técnicas que tratam da fabricação de tintas:

ABNT NBR 14942 Determinação do poder de cobertura de tinta seca;

ABNT NBR 14943 Determinação do poder de cobertura de tinta úmida;

ABNT NBR 14940 Determinação da resistência a abrasão úmida com pasta abrasiva.

Para atender estas normas as tintas possuem parâmetros de desempenho quando são classificadas como Econômicas, Standard, Premium ou Super Premium.

Uma tinta que promete alto desempenho, tanto no aspecto de cobertura, quanto de rendimento, durabilidade e resistência a lavagem é a Aquacryl Super Premium da fábrica Sherwim Williams.

Em uma construção nova, o custo da etapa de pintura costume ser de 6,5% a 8,0% do valor da obra.

Eles apresentam um pequeno comparativo mostrando em percentual o quanto o produto é melhor do que o de outras categorias.

“Resistente a no mínimo 200 ciclos de lavabilidade – 100%* superior a um acabamento fosco de categoria Premium e 33%* superior a um acabamento semibrilho de categoria Premium – é ideal para superfícies externas e internas que precisam de limpeza frequente”

Aplicação das tintas com práticas para boa pintura

Pintar uma parede não é uma tarefa complicada, se vai fazer como hobby ou por uma pequena necessidade rapidamente pega o jeito.

Com a tinta certa e ferramentas adequadas você faz isto facilmente.

Para pintar de forma profissional precisa dominar técnicas para ter rendimento e qualidade, aí a prática será necessária, além das instruções de alguém que já seja do ramo.

Existem cuidados essenciais a serem observados para que tenha um bom resultado.

Preparação de superfície

Para realizar uma boa pintura, o primeiro passo é a preparação da superfície.

Evite pintar em dias chuvosos, com ventos fortes, temperaturas abaixo de 10°C e umidade superior a 85%.

Se vai fazer a pintura sobre reboco novo é necessário aguardar a cura total por no mínimo 30 dias.

Cura é o processo de secagem do reboco, para que o cimento complete totalmente seu processo de endurecimento.

Você pode dizer que já viu muita gente pintando a parede poucos dias depois de terminar o reboco e vou concordar com você

Mas quando surgem os problemas na pintura vai ver muitas teorias sobre as causas e a razão pode ser simplesmente o prazo de cura do revestimento.

Quando vai fazer uma repintura, os cuidados são os seguintes:

– Elimine o brilho e imperfeições da pintura existente com lixamento. Se houverem trincas e buracos faça a correção com massa corrida antes do lixamento.

– Elimine partes soltas e mal aderidas raspando a superfície até a eliminação total, depois lixe ou escove a parede.

– Manchas de gordura ou graxa podem ser eliminadas com usos de água e detergente.

– Se houver mofo, utilize uma solução de água sanitária e água potável na proporção de 1:1 e lave a superfície. Deixe agir por cerca de 4 horas, enxague com água limpa e deixe secar completamente.

– Se verificar infiltração busque eliminar a causa antes de fazer qualquer correção.

Agora que você já sabe tudo sobre tintas para paredes e sua aplicação na construção, vai uma dica de ouro.

Cuide de sua segurança.

É muito comum que os trabalhos de pintura sejam feitos em altura. Mesmo que pequenas.

Não se exponha a riscos

Não se exponha em situações de risco subindo em escadas improvisadas, andaimes sem travamento, quando necessário use cinto de segurança e os equipamentos de segurança recomendados para a situação.

Faça uma boa pintura, com segurança para contemplar sua obra de arte.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!