Quanto Custa Energia Solar para uma Residência em 2021

Tempo de leitura: 6 min

Escrito por eliogualberto
em 22 de junho de 2021

Energia solar para uma residência em 2021, quanto custa, como é a instalação, será que vale a pena? Vamos analisar isto no artigo de hoje.

Quanto custa energia solar para uma residência em 2021? Será que os custos baixaram?

Hoje quero analisar com você o uso da energia fotovoltaica ou simplesmente energia solar para residências.

Estive em uma cidade do interior aqui no meu estado há algumas semanas e olhando da janela do hotel me surpreendi com a quantidade de telhados com painéis de energia solar.

Voltando aqui pra Goiânia passei a observar o quanto este mercado cresceu nos últimos tempos.

É muito comum agora encontrar empresas de instalação de energia solar na cidade, o que indica que a demanda realmente cresceu.

3 anos atrás quando desenvolvi uma planilha para dimensionamento de energia solar para uma residência o cenário era bem incerto com as ameaças de criação de leis para taxar quem fizesse o uso das redes das concessionárias como backup do sistema, o chamado sistema on-gride.

As novas regras deixavam o sistema pouco atrativo e davam muita insegurança para instalação de um sistema, que tinha um custo de implantação bem elevado.

Vou deixar o link do vídeo que fiz apresentando a planilha de dimensionamento feita na época, para você entender como é a lógica do cálculo.

Como funciona o sistema de energia solar para uma residência

Basicamente um sistema de energia solar utiliza a irradiação oferecida pela luz do sol para converter em energia elétrica.

Para isto o sistema usa as placas ou painéis solares que fazem a conversão da energia fotovoltaica em energia elétrica de corrente contínua.

Para que a energia elétrica possa ser usada em sua residência é necessário que a corrente contínua gerada pelas placas seja convertida em corrente alternada.

Esta conversão é feita pelo dispositivo chamado de inversor.

Simplificando a coisa o inversor é um equipamento que é instalado dentro da sua casa e converte a energia para que você possa utilizá-la.

Sistema On-gride e Off-gride

Existem duas possibilidades de uso da energia solar para uma residencia, que são os sistemas On-gride ou conectado à rede e o sistema off-gride não conectado à rede.

Sistema On-gride

No on-gride seu sistema é ligado à rede de energia da concessionária e a rede pública passa a funcionar como uma bateria para seu sistema.

Durante o dia em que há geração de energia pela presença de luz solar, sua casa será abastecida por esta energia.

Já durante a noite, quando não há geração de energia você vai utilizar a energia fornecida por sua concessionária.

Se durante o dia seu sistema gerar mais energia do que você utiliza, este excedente será injetado na rede da concessionário, ficando como saldo para você.

Se ao final do mês você tiver gerado mais energia do que consumiu, este saldo fica disponível para uso nos meses seguintes.

Esta compensação é possível porque quando você aprova seu sistema de energia solar, processo que é definido como homologação, a concessionária troca o seu medidor comum por um medidor bidirecional, que mede a energia que entra e a que sai.

Caso falte energia na rede pública, você também fica sem energia.

É uma questão de segurança, porque se um técnico estiver trabalhando para fazer algum reparo e seu sistema estiver ligado, pode haver um acidente com a injeção de energia na rede.

Importante registrar que sua conta de energia nunca será zerada. Mesmo que tenha 100% de produção da energia utilizada sempre haverá a cobrança pelo uso do sistema e pela taxa de iluminação pública.

Este custo é diferente para ligações monofásicas (em torno de R$50,00) e ligações trifásicas (em torno de R$100,00 a R$150,00).

Sistema Off-gride

No sistema off-gride você utiliza um banco de baterias para garantir disponibilidade de energia quando sistema não estiver gerando, seja a noite ou por clima desfavorável.

Este sistema tem um custo de instalação mais alto em relação ao on-gride, cerca de 20% a 30%, por conta do banco de baterias e outros equipamentos específicos.

As baterias têm vida média em torno de 3 anos, chegando a 5 no máximo, já o sistema fotovoltaico possui vida útil de 25 anos.

Com isto você terá um diferencial de custo, também, devido a vida útil das baterias, o que pode afetar na viabilidade financeira de um sistema assim.

Justamente por isto o sistema off-gride é indicado para regiões com ausência de fornecimento de energia por redes públicas ou em que este sistema não funcione bem, faltando energia de forma muito constante.

Sistemas híbridos

Você pode instalar um sistema hibrido, caso tenha disponibilidade financeira para tal.

Neste tipo de sistema você terá sua usina de energia solar ligada à rede pública e também a um banco de baterias.

Quanto custa energia solar para uma residência em 2021?

Atualmente você tem opções bem fáceis para saber o custo de implantação de um sistema de energia solar.

Existem várias empresas que oferecem a possibilidade de cálculo do dimensionamento na internet e você pode também solicitar uma proposta de instalação informando seus dados de consumo e localização.

Outra possibilidade é consultar o portal solar que mantém uma página com estimativas de valores de equipamentos e, também, do serviço de implantação (mão-de-obra).

Você pode fazer o dimensionamento e orçamento de forma online, em diversos sites, e comparar com os valores do portal solar.

Mas a melhor alternativa, se possível é sempre entrar em contato com uma empresa local e fazer seu orçamento. Vai ver que a diferença para os orçamentos da internet podem ser significativas.

Esta diferença pode ser determinante para sua decisão de avançar ou não com a ideia.

Vou pegar aqui o exemplo de uma família que tenha o consumo médio de 300kw/h/mês que é um consumo razoável, se não utiliza ar condicionado, ou utiliza pouco.

Este valor você pode obter na sua conta de energia.

Se você quer entender como é feito um dimensionamento de energia solar veja o vídeo em que explico como fazer usando um planilha de cálculo.

No portal solar (sistema de 2,67kwp e consumo de 298,08kwh) você precisaria de um investimento de: R$ 17.543,92

Vou fazer um print da tela e deixar as imagens aqui, já que este número vão mudar com o tempo.

Quanto custa energia solar para uma residência

Acessando um site de empresa de energia solar, neste caso a Neosolar (não temos nenhum vínculo, fornecedor escolhido de forma aleatória e para fins didáticos).

Informamos nossos dados e consumo (valor de conta de energia, 307kwh e R$280,00/mês) e o site retorna os valores:

Estimativa de investimento de R$10.923,97 a R$16.707,24.

Quanto custa energia solar para uma residência

As diferenças de valores têm haver primeiramente com o dimensionamento, você pode ver que no Portal Solar o sistema ficou com uma usina de 2,67kwp e no cálculo da Neosolar o sistema foi de 1,61kwp.

Utilizando a planilha que desenvolvi o sistema seria de 1,8kwp.

Com esta realidade abaixo de 2,0kwp poderíamos concluir que o valor de investimento mais adequado na planilha do Portal Solar seria o de 2,23kwp com valor de R$15.862,36 dentro dos valores apresentados pela Neosolar.

Vale a pena instalar energia solar

Neste caso de uma pequena instalação, com 300kwh de consumo, você teria uma economia mensal de R$183,50, usando os dados da Neosolar.

Se o investimento for o menor valor, de R$10.923,97 precisaria de um tempo de 5 anos para que o sistema se pagasse. Então teria uma vida útil restante de 20 anos, deixando de pagar R$ 44.040,00 (20 anos x 12 meses x R$183,50).

Sem nenhuma análise de juros.

Se o sistema for mais caro, R$15.000,00 por exemplo, o tempo aumentaria para 7 anos.

A tendência que o investimento será menor quando fizer um orçamento com um instalador local.

A medida que o consumo é maior, seu sistema será mais barato por kw instalado, ficando ainda mais interessante a conta.

Ou seja, sob o aspecto financeiro, vale a pena sim.

Você ainda terá o ganho da valorização de seu imóvel e das diferenças pelo aumento no custo da energia.

Veja outros artigos de nosso blog como o orçamento detalhado para construção de uma casa de 3 quartos ou o orçamento para construção de um sobrado de 189m2.

Veja o conteúdo deste artigo em vídeo, aqui ou no Youtube:

 

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


1 Comentário

  • Silvana Bonatto disse:

    Excelente, didática e elucidativa explicação. Obgada!